sexta-feira, julho 08, 2011

Cristãos Peneirados

David Wilkerson

Disse o Senhor: “Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo! Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos” (Lucas 22:31-32).

Quando Jesus caminhou pela terra, Ele conhecia muito bem as violentas forças do maligno. Satanás veio com todas as armas do inferno para peneirar os discípulos de Cristo. E veio para tentar a Jesus também.

Acho que nenhum de nós seria capaz de entender a fundo o enorme conflito que se ergue no reino espiritual. Nem poderíamos perceber o quão determinado o Diabo está em destruir discípulos como Pedro. Ele pinta um alvo nas costas de todo crente cujo coração esteja fixado em seguir firmemente a Cristo.

Veja, chega uma hora em nossa caminhada cristã em que cruzamos o que chamo de “linha da obediência”. É quando determinamos em nossos corações ir até o fim com o Senhor. Conscientizamo-nos de que não há nada que nos segura nesse mundo, e nos determinamos a obedecer à palavra de Deus de todas as formas a qualquer preço.

No momento em que cruzamos essa linha – no momento que entramos em uma vida de obediência e dependência em Cristo, determinados a nunca voltar atrás – disparamos todos os alarmes do inferno. Por quê? Porque nos tornamos uma ameaça ao reino das trevas. Portanto passamos a ser um alvo de todas as forças e potestades. Aflições, dilúvios de lutas virão como causticantes testes de fé.

Talvez antes você fosse um seguidor de Cristo de coração dividido. Você O amava, mas não era plenamente consagrado a Ele. Talvez você quisesse seguir suas próprias ambições. Você tinha seus próprios planos traçados ao invés de buscar seguir o chamado e orientação d’Ele para a sua vida.

As coisas andavam bem suaves em sua vida até então. O Diabo não o incomodava ou o assediava muito porque você simplesmente não aparentava muita ameaça a ele. Mas as coisas mudaram. Você passou a ser exclusivamente de Deus. A palavra do Senhor tornou-se viva para você, e você passou a lê-la de forma voraz. Você passou a orar ansiosamente e a chorar facilmente pelos perdidos. Que mudança incrível você viveu em seu coração.

Quando você decidiu dar tudo ao Senhor, você começou a criar ondas no mundo invisível. Foi o momento exato em que você se tornou um alvo prioritário do inimigo. Desde então o Diabo tem desejado peneirá-lo, tal como fez com Pedro.

“Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo!” (Lucas 22:31). É aqui que Jesus introduz o assunto sobre como o inimigo busca peneirar o povo de Deus. Peneirar significa ser chacoalhado e separado como grãos, por repentinas lutas na vida. É receber o choque devido à agitação de acontecimentos e situações que sacodem a intimidade de nossos alicerces.

Nos dias de Cristo, os lavradores usavam uma peneira pouco antes de ensacarem os grãos colhidos. Primeiro, eles arrastavam o trigo com uma pá para dentro de uma caixa coberta com uma rede. Então viravam a caixa de cabeça para baixo e chacoalhavam violentamente. O pó e a sujeira caiam pela rede até que restassem somente grãos de trigo.

Jesus estava dizendo para Pedro: “Satanás não acha a sua fé verdadeira. Ele acha que quando te puser na peneira e chacoalhar, a sua fé vai se estatelar no chão como refugo inútil”.

A peneiração de Pedro veio logo após ter recebido uma revelação de grandes bênçãos futuras

O Senhor tinha acabado de prometer a Pedro que ele teria um ministério frutífero. “Assim como meu Pai me conferiu domínio, eu vo-lo confiro a vós; para que comais e bebais à minha mesa no meu reino, e vos senteis sobre tronos, julgando as doze tribos de Israel” (Lucas 22:29-30).

A palavra em grego para “conferir” aqui, é tirada de uma raiz que significa “transportar por canais”. Cristo estava prometendo algo incrível aos discípulos. Ele diz basicamente, “Construirei Meu reino através de vocês. Tal como o Pai fez de Mim um vaso de Sua glória, assim farei com vocês”.

Pense no que Jesus estava dizendo a eles. Esses homens não se tornariam apenas vasos da glória de Cristo. Eles receberiam um lugar junto à mesa do Senhor, para gozarem de intimidade com Ele! Eles reinariam e governariam como príncipes próximos ao Seu trono de poder.

Mal sabia Pedro que enquanto Jesus lhe proclamava essas preciosas promessas, o coração de Cristo estava orando por ele. Nosso Senhor pode ver claramente dentro do invisível mundo espiritual de uma forma que jamais conseguiríamos. E Ele viu Satanás junto ao trono do Pai, acusando Pedro e pedindo permissão para colocar as mãos nele. O Diabo queria fazer com Pedro o mesmo que fizera com Jó. Sua acusação deve ter sido algo assim:

“O Teu Jesus chama esse homem, Pedro, de 'rocha'. Ele diz que vai construir a igreja d’Ele sobre o tipo de fé que Pedro tem. Ele quer fazer desse homem a pedra fundamental de um corpo de novos crentes. Digo que esse Pedro não é rocha nenhuma. Ele é justamente o oposto – é palha, indigno de ser um vaso da Tua glória. Deixe-me sacudi-lo, colocá-lo a prova. Ele não vai durar. A fé dele vai cair!”

O fato é que Satanás não pode peneirar nenhum crente verdadeiro, exceto com a permissão de Deus. E ele busca peneirar somente aqueles que ameaçam sua obra. Então, por que Satanás desejava peneirar Pedro agora, a essa altura? Por que ele estava tão ansioso para pô-lo a prova?

Eis o porquê. Por três anos, Pedro estivera expulsando demônios e curando enfermos. Satanás ouviu e sabia o que Deus tinha planejado para Pedro. Na verdade, aqueles últimos três anos não seriam nada comparados as grandes obras que ele e os outros discípulos fariam ao longo do tempo. Satanás ouvira Jesus lhes prometendo um outro batismo, dessa vez com poder do Espírito Santo. E isso fez com que o Diabo tremesse.

O fato é que Satanás sempre vai atrás da árvore com maior potencial para produzir frutos. De alguma forma, o diabo sabia que esse homem, Pedro, tinha sido separado para produzir muito fruto. Ele sabia que Deus havia de lhe dar poder e autoridade que seriam grandemente usados contra seu reino das trevas. Tendo já derrubado Judas, Satanás agora pensava ter visto certa dose de corrupção em Pedro também, algo em que pudesse se apoiar para fazer a fé de Pedro desfalecer.

Deixe-me lhe perguntar sobre sua própria vida. Você sente como se estivesse em um tipo de peneira agora? Você está sendo sacudido e peneirado? Caso sim, pergunte a si mesmo: por que você? E por que agora? Satanás o está peneirando porque você é uma peça importante na igreja de Deus nesses últimos dias. Você foi separado por Ele e preparado por Suas próprias mãos para ser uma poderosa testemunha para muitos. Quanto maior for a sua entrega a Jesus, maior será sua unção. E quanto maior for o seu potencial para o reino de Deus, mais severa será sua peneiração.

Pedro achava que era espiritualmente forte o bastante para morrer por Cristo

Pedro não estava ciente de nenhuma fraqueza gritante nele mesmo. Esse seria o testemunho dele em muitas palavras: “Senhor, estou pronto para ir contigo. Tive três anos maravilhosos com o melhor treinamento possível na palavra. Já sou rodado, tenho experiência – o Senhor sabe disso. Vi demônios fugirem. Movi multidões ao Pai. Cresci muito. Simplesmente não sou o homem que era há três anos. Estou pronto para ir até o fim contigo”.

Pense no que está acontecendo nesse cenário. Para qualquer crente com discernimento, o alerta de Jesus teria sido chocante; teria feito com que desse uma pausa para refletir e avaliar seu coração. Contudo o alerta de Cristo aqui não abalou minimamente a autoconfiança de Pedro. O Senhor estava tentando despertá-lo para o perigo logo adiante. Mas é como se Pedro não tivesse ouvido uma palavra do que Ele disse.

Pedro estava em grave perigo, apenas a algumas horas de cometer um pecado terrível. Entretanto, ele seguiu seu caminho confiante, gabando-se como a dizer, “Estou pronto. Não vou falhar. Se existe alguém que irá até o fim com o Senhor, sou eu”.

Talvez alguns que estejam lendo isso estão como Pedro nesse momento. Deus tem as mãos sobre você, você cresceu no Senhor, e você O ama de todo o coração. Você sempre tem uma palavra certa para as aflições de seus irmãos e irmãs. E agora, Satanás deseja peneirá-lo. Você está prestes a ser assaltado pelo inimigo como nunca foi antes. Pedro é nosso exemplo nessa questão. E Deus está buscando apagar qualquer orgulho espiritual do coração dos Seus servos nesses últimos dias.

Que possamos guardar esses alertas da Sua palavra. Veja bem, dentro de apenas vinte e quatro horas de ter se vangloriado sobre Jesus, Pedro se tornou um aleijado moral. Ele acabou maldizendo, levado pela covardia, negando a Cristo três vezes. O que Pedro fez foi tão mal e iníquo que ele jamais teria imaginado ser possível.

Por mais incrível que fosse a queda de Pedro, Jesus não iria evitá-la. Ele queria purificar esse obstinado discípulo de uma tendência que três anos de ensinamentos do próprio Senhor não haviam tocado. Milagres, sinais e maravilhas não a haviam tocado. Nem mesmo os alertas de Cristo não tinham desenterrado. Não havia mais nada para Jesus fazer, a não ser deixar Pedro ir ao fogo – para as mãos de Satanás e para enchente arrebatadora que este traria.

Jesus deixou o exemplo de como devemos tratar nossos irmãos que caem durante suas peneirações. “Roguei por ti, para que tua fé não desfaleça”. Conforme contemplo esse maravilhoso exemplo do amor de Cristo, percebo que não sei quase nada sobre como amar àqueles que caem. Certamente Jesus é o “amigo que é mais chegado do que um irmão” (Provérbios 18:24). Ele vê tanto nossas virtudes quanto nossos defeitos. E conclui, “Satanás o deseja, mas Eu o desejo muito mais”. Jesus sabe que você O ama verdadeiramente.

E então o Senhor disse ao discípulo, “Pedro, roguei por ti”. Note que Ele não disse, “Rogarei por ti”. Em suma, Cristo vira de antemão isso vindo há muito tempo. Ele provavelmente gastara horas falando de Pedro para o Pai – como o amava, como era necessário para o reino, quão valioso era como amigo fiel.

Ao ler isso, a minha oração é: “Senhor, dê a todos nós esse tipo de amor uns para com os outros!”. Quando virmos alguém indo em direção a problemas e desastres, que os amemos o bastante para alertá-los como um amigo que se preocupa. Que possamos ser capazes de dizer “Tenho orado por você. Estou orando por você. E vou orar por você. Estou aqui para você, haja o que houver”.

Levemos essas pessoas fielmente ao trono de Deus, rogando que elas saiam de suas peneirações com a fé intacta. Jesus não repreendeu Pedro. Ele não disse, “Pedro, se ao menos você tivesse escutado. Se ao menos ficasse acordado e orasse comigo no jardim. Se ao menos você não fosse tão orgulhoso”. Não, Jesus simplesmente disse, “Roguei por ti”.

Quando Jesus disse, “Roguei por ti,” a palavra em grego para “ti” está no plural – implicando em “todos vocês”. Jesus estava falando com Pedro principalmente, mas também falava com todos os discípulos e conosco hoje: “É por eles que eu rogo; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus... Pai santo, guarda-os em teu nome, que me deste... Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal” (João 17:9, 11, 15).

Não importa o que você esteja passando, não importa o que está à sua espera – se você tem um coração cheio de amor por Jesus, Ele está rogando por você. Jesus não orou para que Pedro fosse poupado da peneiração de Satanás. Ao invés disso, Ele orou apenas para que sua fé não desfalecesse.

E esse é o alvo prioritário de Satanás: nossa fé. Em questão de poucas horas, o Diabo trouxe circunstâncias à vida de Pedro que testaram severamente sua fé e amor por Jesus.

Há provações e então há peneiração: um ataque violentíssimo total com o intuito de arruinar nossa fé

A peneiração geralmente é comprimida em um período curto de tempo, mas muito intenso. Para Jesus, foram quarenta dias e quarenta noites. Satanás veio até ele com todas as fraudes das trevas. Para Pedro, foram poucos dias; mas estes dias foram os que produziriam o maior abalo de sua fé; também os maiores choques e remorsos de sua vida. Você está passando agora mesmo por uma peneiração intensa em sua vida?

Como superamos esse ataque feroz? Novamente, Jesus nos deixou um exemplo. Quando confrontado com os esquemas do diabo, Ele os superou com a palavra de Deus: “Está escrito”. “Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus” (Mateus 4:4). “Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus” (4:7). “Está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás” (4:10).

Hoje, por causa da cruz, temos mais um “está escrito”. É o seguinte: “Roguei por ti, para que tua fé não desfaleça”. Podemos dizer para Satanás, “Você pode ter obtido permissão para me peneirar, Diabo. Você pode tentar destruir minha fé. Mas você precisa saber disso: o meu Jesus está orando por mim”.

A fé de Pedro foi testada, sacudida e devido a sua autoconfiança ele tropeçou. Mas em resposta às orações do Mestre, as raízes da fé de Pedro não tinham sido destruídas. Portanto, no final das contas, sua fé não desfaleceu exatamente como Jesus havia orado. Da mesma forma, o Senhor está orando por você nesse seu tempo de peneiração.

Em um momento, tudo pode parecer estar perdido. Satanás pode se regozijar por causa de nossa dúvida. Ele pode apontar para nós e dizer, “Fiz mais um ungido cair no poço do desespero”. Então, com apenas um olhar nos olhos de Jesus, nos comovemos. “Virando-se o Senhor, olhou para Pedro... e, havendo saído, chorou amargamente” (Lucas 22:61-62). A frase, “chorou amargamente” aqui no grego na verdade significa “um choro agudo e violento”. “Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe havia dito: Hoje, antes que o galo cante, três vezes me negarás” (Lucas 22:61).

Imagino o discípulo caminhando em direção aos montes da Judéia caindo com o rosto em terra, estendendo as mãos e clamando, “Jesus tinha toda razão. Eu não escutei! Ele alertou que Satanás tentaria destruir minha fé. Agora vejo que não estou pronto para morrer. Morrer por Jesus? Não pude nem mesmo fazer frente a uma serviçal. Perdoe-me, Senhor – Eu Te amo. Para quem irei?”.

Creio que a fé de Pedro então se agarrou a algo que Jesus havia lhe dado em Seu alerta. Cristo encerrou com essas palavras de esperança: “Quando te converteres, fortalece teus irmãos” (22:32). Quantas vezes Pedro repetiu isso em seu coração e na mente? Com que freqüência ele ponderou, “Jesus usou a palavra 'converteres'. Isso significa 'trazido de volta'. Ele não disse que eu ainda teria um ministério? Só não consigo vê-lo nesse exato momento. Depois do que fiz, como serei capaz de algum dia ajudar os outros?”.

O Pai respondeu a oração de Seu Filho por Pedro

Consigo imaginar Pedro erguendo-se do chão com o Espírito de Deus fluindo através dele. Vejo-o levantando as mãos aos céus e gritando, “Satanás, saia. Falhei com meu Senhor. Mas eu ainda O amo! Ele prometeu – na verdade, Ele profetizou – que eu voltaria e seria um conforto para os outros. Seria uma rocha para muitos. Vou voltar agora para meus irmãos e irmãs!”.

Pedro estava com os outros dez discípulos (Judas já tinha se ido) quando Jesus apareceu no meio deles. E ele estava ali adorando quando Jesus ascendeu à glória. Ele foi o primeiro discípulo a correr para a tumba quando ouviu que Cristo havia ressuscitado. Foi Pedro quem, semanas depois, se levantou no Pentecostes como orador de Deus, e que sermão ele pregou.

Nos últimos dias, haverá uma multidão de novos convertidos – judeus, gentios e também muitos crentes desviados. Onde eles encontrarão força nos tempos turbulentos que estamos enfrentando? Virá de santos “convertidos” que foram peneirados e superaram com uma fé testada. Eles dirão com autoridade, “Não confio em mim mesmo. Não me apoio na minha própria força. Jesus tem tudo o que precisamos para nos livrar nesses tempos difíceis”.

Amado, você não precisa fracassar como Pedro. Ao lermos sua história, devemos ser alertados por ela. Mas se você fracassou, se magoou o Senhor, corra para os braços de Jesus e lembre-se de que Ele está rogando por você. Arrependa-se, volte e compartilhe sua experiência com outros que estão sendo peneirados. Jesus não disse para Pedro, “Se te converteres.” Ele disse, “Quando te converteres”.

Quero ser capacitado para olhar nos olhos de cada irmão ou irmã que esteja chorando, alquebrado, e dizer com esperança e confiança: “Quando essa peneiração terminar, quando você voltar, e sua fé estiver mais forte, Deus irá usá-lo. Ele tem um propósito nisso. Ele anteviu isso tudo há muito tempo”.

Não desista de sua própria fé. E não desista dos outros que caíram. Satanás jamais teria ido até você se não visse um vislumbre de ameaça. Você é do Senhor em meio a todas as coisas nessa vida. Descanse no amor incondicional d’Ele por você!

© 2010 World Challenge, Inc., PO Box 260, Lindale, Texas 75771

7 comentários:

Danielle Silva disse...

A paz!
Quero primeiro parabenizar ao irmão pelo belo estudo. Me enriqueceu bastante e confesso que senti a palavra de Deus penetrar ao meu coração.
Tenho certeza que fostes inspirado pelo Espírito Santo na hora de criar este estudo.
Nesse momento peço a Deus que continue te usando grandemente para abençoar outras vidas através da palavra de Deus.
Att. Irmã Danielle.

Luizduarte duarte disse...

Achei maravilhoso é uma bênção do céu

Luizduarte duarte disse...

Achei maravilhoso é uma bênção do céu

Jorge Barroso disse...

Muito edificante o Estudo. Sou escritor e não vou deixar de fazer preciosos comentários dele e do seu autor no livro que estou concluindo, sobre o apóstolo Pedro. Deus continue te revelando a Sua vontade, para que nós possamos, da mesma forma que recebemos, encaminhar outras pessoas no Evangelho Vivo de Cristo.

Claudileia disse...

Simplesmente perfeito. A palavra de deus nunca volta vazia. Falou tremendamente comigo. Agradeço pela palavra de força estava precisando. Tô sendo peneirada e sei como é difícil se manter de pé. Sei que é comigo

Marcelo Queiroz disse...

No dia 15/05/17 fui ai pinto de pregação que não tem nada haver com a igreja que eu frequento e me deram a oportunidade de trazer uma palavra em 1cirintios 13.4 -7 foi dado o recado de Deus é no final da oração e entrega de visões a irmão líder da quele lugar falou pra mim que o Diabo estava comandando a minha vida, e não era principado e potestades, ela disse que se juntavam u monte de demônios materializavam em um só, e me disse recobre a atenção pois acredite nesta palavra pra que você não pague o preço e no final fui agradecer a ela pela revelação. Pois a 3 meses do nada fui acometido de uma cirurgia na Coluna coloquei 3 parafusos e não rejeitei esse Deus é falei pra satanás eu não vou abandonar o meu Deus. Sei que satanás está querendo minar,diminuir, abalar a minha fé mais isso ele não vai conseguir, vou pra cima dele pois maior é o que está em nós. Eu agradeço por esse estudo que é diferente e nós mostra o quanto Jesus nos ama.

Unknown disse...

Glória a Deus por esse estudo que Ele continue te usando veio como resposta pra uma discipula ,como aprendi com esse estudo .. DEUS abençoe