quarta-feira, setembro 06, 2006

Socorro Bem Presente Na Hora de Necessidade

Por David Wilkerson

Preste atenção à uma das promessas mais poderosas de todas as da palavra de Deus:

"Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. Portanto não temeremos ainda que a terra se transtorne, e os montes se abalem no seio dos mares; ainda que as águas tumultuem e espumejem, e na sua fúria os montes se estremeçam...

Há um rio, cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela: jamais será abalada; Deus a ajudará desde antemanhã. Bramam nações, reinos se abalam; ele faz ouvir a sua voz e a terra se dissolve. O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio... Ele põe termo à guerra" (Salmo 46: 1-7, 9).

Que palavra maravilhosa. Eu já li essa passagem dezenas de vezes, e ainda fico abismado com ela. A palavra de Deus para nós é aqui tão poderosa, tão inabalável - e nos diz: "Você nunca mais precisará ter medo. Não importa que o mundo todo se agite. A terra pode tremer, os oceanos crescer, os montes se desmancharem no meio dos mares. As coisas podem estar num completo caos, tudo ao seu redor pode estar se arrebentando... mas por causa da Minha palavra, você terá paz como a de um riacho passando. Enquanto todas as nações se agitam em fúria, poderosas correntes de alegria fluirão para o Meu povo. Elas encherão os seus corações de alegria".

Nesse exato momento, o mundo todo está com medo. Os países tremem por causa do terrorismo, sabendo que nenhuma região está imune às ameaças. Problemas pessoais e sofrimentos se acumulam. Contudo, em meio a tudo isso, o Salmo 46 faz soar a todo o mundo a voz de Deus: "Eu estou em seu meio. Estou consigo o tempo todo. O Meu povo não será destruído ou tocado. Serei um socorro bem presente para ajudar a Minha igreja".

Você consegue alcançar o sentido do que o Senhor está nos dizendo nesse Salmo? O nosso Deus está à nossa disposição qualquer hora, dia e noite. Está continuamente à nossa destra, querendo nos falar e guiar. E Ele tornou isso possível nos dando o Espírito Santo, para habitar em nós. A Bíblia diz que o próprio Cristo está em nós, e nós nEle.

No entanto duvido que algum cristão compreenda inteiramente essa verdade. Se formos honestos, vamos admitir que o conceito que temos quanto à Sua presença habitando em nós é inadequado. Muitos de nós visualizamos o Espírito Santo morando numa pequena capela que construiu em nosso coração. Então, quando precisamos dEle, corremos para essa capela e batemos à porta até que responda.

Esse conceito não é bíblico de maneira alguma. Creio que o Senhor deseja desvendar isso para nós, através deste Salmo. Ele sabe que temos necessidades e problemas terríveis: todos nos deparamos com dificuldades, tentações, fases tremendas que nos agitam a alma. A Sua mensagem a nós aqui no Salmo 46 é programada exatamente para momentos como esses. Qual a mensagem? Simplesmente isso: se ficarmos derrubados e em desespero, estaremos vivendo de maneira totalmente contrária à realidade dEle em nossas vidas nesse momento.

Pedro registra: "pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina" (2 Pedro 1:4). Paz sobrenatural é uma parte da natureza divina. E de todas as Suas maravilhosas promessas, o Salmo 46 é aquela palavra que necessitamos para obtermos a Sua paz como um rio. Quero compartilhar com você o que aprendi quanto a esse assunto.


--------------------------------------------------------------------------------
1. Há um Mal Bem Presente
--------------------------------------------------------------------------------

Paulo atesta: "Quando quero fazer o bem, o mal está comigo" (Rom. 7:21). "Porque a nossa luta não é contra o sangue e carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes" (Efésios 6:12).

Existe um inimigo muito real de nossas almas. E esse inimigo está em ação contra nós, dia e noite. Paulo quer se assegurar de que compreendamos isso. Caso contrário se ignorarmos do que se trata esta batalha, e quem estamos enfrentando certamente seremos derrotados.

Desde os evangelhos, passando pelas epístolas e até o Apocalipse, o Novo Testamento inteiro nos adverte a não sermos ignorantes quanto aos artifícios de Satanás. Isso não quer dizer que devamos temer ou exagerar o poder do diabo. Mas Satanás ainda é o príncipe das potestades do ar (Efésios 2:2). E ele dirige um império maligno de poderes demoníacos. Estas potestades seguem continuamente as suas ordens, assediando continuamente o povo de Deus.

É extremamente perigoso ficar cego aos estilos de Satanás. Simplesmente temos de aceitar que essa batalha não é humana. Não importa que tipo de luta enfrentamos, ou qual seja o tipo de pecado assediador que combatamos.
Temos de nos conscientizar de que não se trata simplesmente de uma falha de nosso caráter. Não é um hábito com o qual tenhamos de trabalhar em nossa carne. O nosso conflito na verdade é nada menos do que uma guerra sobrenatural que está se desenvolvendo nas altas regiões celestiais.

E o nosso adversário é um inimigo bem presente. Os poderes e principados de Satanás nunca dormem. Jamais deixam de mentir, promover conluios, e operar o mal contra nós. O seu objetivo é destruir a nossa fé, e nos levar à destruição.

É por isso que Pedro nos encoraja: "Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar; resisti-lhe firmes na fé" (I Pedro 5:8-9). Pedro vivenciou isso por experiência própria. Jesus havia lhe avisado: "Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo" (Lucas 22: 31). Cristo sabia que o diabo queria esse apóstolo. E Jesus deu a Pedro amplas advertências sobre o que aconteceria.


--------------------------------------------------------------------------------
Se Você Perder a Determinação em Favor de Uma Vida Cristã Real
- Se Deixou de Dar a Jesus o Seu Melhor
Então Pode Esperar Ser Atacado Por Um Mal Bem Presente
--------------------------------------------------------------------------------

Se isso é uma descrição de sua vida, Satanás e seus líderes irão atrás de você com acusações, com obstáculos, mentiras que inundarão a sua mente. Você será tentado, perseguido, interrompido em suas orações. É preciso que você saiba que tudo isso é uma conspiração do mal, dirigida diretamente contra a sua fé.
Anos atrás, convidei um consagrado profeta do Senhor para falar em um dos meus cultos. Eu sempre havia admirado tremendamente esse homem. Ele era uma das pessoas mais humildes que conhecia, um simples carpinteiro que raramente chegava a pregar. Contudo todas as vezes que falava, o Espírito de Deus caía tão poderosamente, que as pessoas eram tocadas numa profundidade que eu jamais havia experimentado antes.

É exatamente isso que estava acontecendo na noite em que ele pregou em nosso culto. Então de repente, no meio da mensagem, ele parou; deu um passo atrás no púlpito e me chamou de lado. Com voz calma, mas tremendo, ele cochichou: "David, preciso que você ore por mim. Por favor, imponha suas mãos sobre mim agora mesmo. Maus pensamentos estão me rondando. Há anos que não passo por isso. Eles estão inundando a minha mente, e não consigo me livrar deles".

O meu primeiro pensamento foi: "Talvez eu estivesse errado sobre esse homem”. No entanto, em realidade, a verdade era o oposto. Cá estava um servo entregue a Jesus como poucos. E Satanás estava chegando a ele no momento menos esperado: em meio a um poderoso trabalho espiritual.

Esse humilde homem me implora: "Você me conhece David; sabe que esses não são os meus pensamentos. Temos de exercer autoridade sobre eles, ou não conseguirei continuar". Nós oramos, e logo o ataque cessou. Com a continuação do culto, fui lembrado de quão bem presentes são os ataques do inimigo contra o povo de Deus.

Paulo entendeu bem do que trata essa questão. Cada dia de sua vida, Satanás seguiu esse consagrado apóstolo com ataques perturbadores do inferno. Temos um registro destes ataques no livro de Atos, e nas próprias epístolas de Paulo. O vemos sendo esmurrado a cada movimento, no corpo, na mente e no espírito, até a ponto de morte física. A certa altura, Paulo afirma claramente: "Satanás no-lo impediu" (I Tess. 2:18). Mesmo assim, até o fim, Paulo diz que Deus lhe concedeu graça mais do que suficiente.

Satanás não vai se preocupar em atrapalhar os seus próprios filhos; isso porque ele não tem nenhum problema com eles. Jesus diz o seguinte quanto a estas pessoas: "Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai" (Jo. 8:44). Não, as armas do diabo são dirigidas contra umas poucas e selecionadas pessoas. Ele está atrás daqueles que em seus corações se determinaram a buscar a Cristo. Tais santos têm um amor apaixonado por Jesus, e se trancaram no lugar secreto de oração para O seguirem. Estão determinados a andar no Espírito, e a obedecer a cada palavra dEle.

Se você é um crente destes, há algo de que precisa se conscientizar: você nunca estará livre dos ataques do diabo. Satanás tem uma coisa na mente, e isso é minar a sua fé. Ele quer que você duvide da fidelidade de Deus. Então ele vai lhe bombardear de problemas e lutas até que finalmente você se pergunte: "Como Deus poderia estar comigo no meio de tudo isso?".

Muitos dos que serviram a Cristo por toda a vida agora estão começando a duvidar do Senhor, em meio aos seus problemas. Eles simplesmente não entendem o quê estão enfrentando. Conversei com vários pastores que passaram dias em jejum e oração, e saíram disso duvidando da existência de Deus. Tais santos não se conscientizam de que estão sob ataque espiritual.

Não se engane: os ataques do inimigo serão ainda mais ferozes nestes últimos dias. Em minha opinião, a nossa geração necessita da direção de Deus mais do que qualquer outra. Porém, Satanás quer nos convencer de que quando mais desesperadamente precisamos de Jesus, o nosso Senhor nos abandona.

Esses ataques simplesmente não vão cessar até que Cristo retorne. É claro que experimentamos períodos de graça devido ao nosso misericordioso Senhor. Mas a realidade é a seguinte: estamos em batalha constante. E precisamos reconhecê-la como tal.


--------------------------------------------------------------------------------
2. Deus Nos Promete:
"Na Hora de Necessidade - na Hora de Enfrentar Um Mal Persistente e Bem Presente Eu Serei o Seu Socorro Bem Presente"
--------------------------------------------------------------------------------

A expressão "bem presente" quer dizer "sempre existente, sempre à disposição, de acesso ilimitado". Em resumo, a presença permanente do Senhor está sempre em nós. E se Ele está bem presente em nós, então deseja contínua conversação conosco. Ele deseja que falemos com Ele não importa onde estejamos: no trabalho, com a família, com amigos, mesmo com não crentes.

Eu recuso-me a aceitar a mentira que Satanás tem forçado contra tantos dentre o povo de Deus hoje: que o Senhor tenha parado de falar ao Seu povo. O inimigo quer que pensemos que Deus permitiu que Satanás crescesse em poder e em influência, sem que tenha equipado o Seu povo com uma maior autoridade. Não, nunca! As escrituras dizem: "Vindo o inimigo como uma corrente de águas, o Espírito do Senhor arvorará contra ele a sua bandeira" (Isaías 59:19). Não importa o que o diabo traga contra nós, o poder de Deus no Seu povo será sempre maior do que os ataques de Satanás. Esse versículo de Isaías em realidade refere-se aos porta-bandeiras que marchavam à frente do exército de Israel. O Senhor sempre guiou o povo às batalhas, por trás de Seu poderoso estandarte. Igualmente hoje, Deus possui um glorioso exército das hostes celestiais que avançam sob Sua bandeira, e que está pronto para executar os planos de batalha a nosso favor.

Pode-se perguntar: "Então, como Deus traz socorro em nossos problemas?". O Seu socorro vem no dom do Seu Santo Espírito, que habita em nós, e opera a vontade de Deus em nossas vidas. Paulo nos diz repetidamente que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo. Somos a habitação do Senhor sobre a terra.

É claro, repetimos essa verdade sempre em nossos cultos e testemunhos - mas ainda assim, muitos de nós não a levamos a sério; simplesmente não entendemos o poder que reside nessa verdade. Se efetivamente ganhássemos a compreensão dessa realidade e confiássemos nela, nunca mais teríamos medos ou sustos.

Eu certamente ainda não me apropriei plenamente desta lição. Mesmo depois de todos os meus anos de ministério, ainda sou tentado a achar que tenho de desenvolver alguma emoção para ouvir de Deus. Não - o Senhor está dizendo: "Você não precisa ficar horas Me esperando. Eu habito em você. Estou presente para você, dia e noite".

Ouça o testemunho de Davi: "Bendigo o Senhor, que me aconselha; pois até durante a noite o meu coração me ensina. O Senhor, tenho-o sempre à minha presença; estando ele à minha direita não serei abalado" (Salmo 16: 7-8). Davi está declarando: "Deus está sempre presente diante de mim. E estou determinado a mantê-Lo presente em meus pensamentos. Ele fielmente me guia dia e noite. Nunca preciso ficar confuso".

Ouço alguns cristãos dizendo: "Deus nunca fala comigo. Nunca ouço a Sua voz". Porém eu questiono isso. Como podemos declarar que o Espírito de Deus vive e age em nós, e que não fala conosco? Se dizemos que vivemos e andamos no Espírito, se Ele está bem presente em nossos corações, sempre à nossa mão direita, pronto para dirigir as nossas vidas, então Ele deseja conversar conosco. Ele deseja diálogo, no qual estará ouvindo de nós e falando às nossas vidas.

Alguns crentes temem dar ouvidos à "vozes interiores". Acham que vão acabar sendo enganados pela carne, ou pior, pelo inimigo. Fizeram isso antes, e acabaram complicados. Concordo em que essa seja uma preocupação válida a todo servo de Jesus. Afinal de contas, o diabo falou ao próprio Cristo. E fala até com os maiores santos dentre o povo de Deus hoje.

Mas com muita freqüência, tal cuidado se transforma em medo paralisador. E esse medo impede muitos cristãos de deslancharem na fé confiando então no Espírito de Deus para fielmente guiar os seus passos. A verdade é: os que gastam tempo na presença de Deus aprendem a distinguir a Sua voz de todas as outras. Jesus disse referindo-se a Si próprio: "elas o (pastor) seguem porque lhe reconhecem a voz... As minhas ovelhas ouvem a minha voz... e elas me seguem" (João 10: 4, 27).

Eis aqui a nossa salvaguarda: Jesus, o Bom Pastor, jamais deixará que Satanás engane qualquer santo que confie inteiramente em Sua permanente presença. Ele promete falar claramente com todos os que mantêm comunhão diária conSigo. Por outro lado, se não damos um passo de fé, se nos recusamos a confiar na presença guiadora do Senhor certamente cairemos no engano. Por que? Porque se não confiamos em Seu Espírito para nos falar, a única voz com a qual poderemos contar é a da nossa carne.


--------------------------------------------------------------------------------
Por Todo o Novo Testamento,
Lemos Estas Palavras:
Disse-Lhe o Espírito...
--------------------------------------------------------------------------------

Em todas as vezes que o Espírito falou, os que escutaram sabiam de modo claro que era a Sua voz. E o Espírito falou com instruções claras, precisas e detalhadas.

Preste atenção às instruções do Espírito para o gentio Cornélio: "Envia homens a Jope, e manda chamar a Simão, que tem por sobrenome Pedro. Ele está com um certo Simão curtidor, que tem a sua casa junto do mar. Ele te dirá o que deves fazer" (Atos 10: 5-6). Isso é que é instrução detalhada.

Enquanto isso, Deus dava instruções igualmente detalhadas para Pedro, dizendo que os homens de Cornélio estavam a caminho: "Disse-lhe o Espírito: Eis que três varões te buscam. Levanta-te pois, e desce, e vai com eles, não duvidando; porque eu os enviei” (Atos 10: 19-20).

O Espírito agiu desse jeito também na vida de Paulo. Em Atos 9, quando ainda era chamado Saulo, ficou sem visão por três dias em Damasco. Deus instruiu um homem chamado Ananias para ir até Paulo e orar por ele. Cá estão as detalhadas instruções: "E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando. E numa visão ele viu que entrava um homem chamado Ananias, e punha sobre ele a mão, para que tornasse a ver" (9:11-12).

Encontramos o Espírito Santo dando mais instruções específicas em Atos 27. Paulo estava em um barco que foi arrastado ao léu em uma tempestade durante dias. Bem na hora em que os marinheiros estavam prestes a desistir, Paulo foi levado a encorajá-los com essa detalhada mensagem:

"... vos aconselho bom ânimo, porque nenhuma vida se perderá de entre vós, mas somente o navio. Porque esta mesma noite o anjo de Deus, de quem eu sou e a quem sirvo, esteve comigo, dizendo: Paulo, não temas; preciso que compareças perante César, e eis que Deus por sua graça te deu todos quantos navegam contigo” (27: 22-24).

Realmente, tudo aconteceu bem como Paulo disse. Diga-me, onde as escrituras dizem que o Espírito Santo parou de dar instruções detalhadas ao povo de Deus? Quando o Espírito parou de estar presente em nossas vidas? Quando a Sua presença abandonou a nossa mão direita? O diabo fala aos seus filhos. Por que o Senhor negligenciaria o Seu próprio povo?

No entanto, temos de compreender isso: o tipo de caminhar de sensibilidade que nos permite ouvir a voz de Deus não vem da noite para o dia. O Espírito tem de nos ensinar a buscá-Lo em nossa vida diária. Só então estará Ele capacitado para dirigir os nossos passos. O salmista fala desse processo de aprendizado: "Qual o homem que teme ao Senhor? Ele o ensinará no caminho que deve escolher" (Salmo 25:12).

Se reconhecermos a Deus em todos os nossos caminhos, Ele será fiel para falar. A Sua palavra promete:

"Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas" (Provérbios 3:6). Durante os meus mais de cinqüenta anos de ministério, tenho citado esse versículo com freqüência. Mesmo assim, às vezes, eu ainda não o mesclo à fé.

Muitas vezes o Senhor tem me falado, dizendo: "Faça tal coisa, David... Não faça aquilo...". Em algumas poucas ocasiões, eu silenciei a Sua voz em minha mente, e fiz do jeito que eu queria. E em cada um desses casos, Deus me deixou entrar em uma tremenda confusão que me custou algo. Ele diz: "Eu sou o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar. Ah! se tivesses dado ouvidos aos meus mandamentos! então seria a tua paz como o rio, e a tua justiça como as ondas do mar" (Isaías 48: 17-18).

O meu Pai amoroso continua me livrando das minhas falhas. E ainda estou aprendendo. Quero que a Sua paz sobrenatural flua como um rio em minha alma.


--------------------------------------------------------------------------------
3. Há Apenas Uma Única Coisa Nos Impedindo de um Caminhar Íntimo no Espírito:
o Bem Presente Problema da Incredulidade.
--------------------------------------------------------------------------------

Israel nunca realmente aprendeu a confiar no socorro bem presente de Deus. O Senhor o guiou pelo deserto com uma nuvem durante o dia e uma coluna de fogo à noite. Tais feitos sobrenaturais eram lembretes visíveis dirigidos ao povo de Deus, mostrando a Sua constante presença com eles. Ele lhes estava à mão direita cada hora do dia. E os carregou como um gentil pastor, que se importava com eles. Quando O obedeciam, ficavam em segurança e em paz, não importando quais os obstáculos que enfrentassem.

Contudo, a despeito da direção amorosa de Deus, "não creram em Deus, nem confiaram na sua salvação. Nada obstante, ordenou às alturas, e abriu as portas dos céus... Por isso ele fez que os seus dias se dissipassem num sopro, e os seus anos em súbito terror” (Salmo 78: 22-23, 33). Você enxerga o quê o salmista está dizendo aqui? Ele está associando a nuvem e a coluna de fogo sobrenaturais à salvação de Deus. Confiança nesses sinais literalmente teria salvado a vida dos israelitas. Mas porque não confiaram na obra de Deus em seu favor, acabaram perdidos, vagando confusos o resto dos seus dias.

Agora quero voltar aonde começamos, com o salmo 46. Creio que este salmo é um retrato da terra prometida do Novo Testamento. Em verdade, o Salmo 46 representa o repouso divino referido em Hebreus: "Portanto resta ainda um repouso para o povo de Deus" (Hebreus 4:9). O Salmo 46 descreve esse repouso para o povo de Deus. Ele fala do Seu bem presente poder, do Seu socorro na hora da inquietação, da Sua paz em meio ao caos. A presença de Deus está conosco o tempo todo, e o Seu socorro sempre chega na hora.

No entanto Israel rejeitou esse repouso: "Desprezaram a terra aprazível, e não deram crédito à sua palavra" (Salmo 106: 24). Lamentavelmente, a igreja de hoje é muito como Israel. A despeito das grandes promessas de Deus para nós, das Suas garantias de paz, ajuda e de nos suprir, não confiamos nEle inteiramente. Pelo contrário, nós reclamamos: "Onde estava Deus na hora da minha dor? Ele estava comigo ou não? Tem alguma prova da Sua presença? Por que Ele permite que todos esses sofrimentos se acumulem contra mim?".

Como Ele reage à nossa incredulidade? Ele disse o seguinte em relação à murmuração de Israel: "Me indignei contra essa geração, e disse: Estes sempre erram no coração; eles também não conheceram os meus caminhos... E contra quem se indignou por quarenta anos? Não foi contra os que pecaram, cujos cadáveres caíram no deserto? E contra quem jurou que não entrariam no seu descanso, senão contra os que foram desobedientes? Vemos, pois, que não puderam entrar por causa da incredulidade" (Hebreus 3: 10, 17-19).

Hoje, ouço o Senhor perguntando à igreja: "Você crê que Eu ainda fale ao Meu povo? Você crê que Eu desejo lhe dar o Meu socorro e direção? Você realmente crê que quero lhe falar todo dia, toda hora, momento a momento?". A nossa resposta tem de ser como a de Davi. Esse piedoso homem abalou os infernos quando fez essa declaração sobre o Senhor: "Ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo passou a existir" (Salmo 33:9).

Aqui está a promessa de aliança da parte de Deus à toda geração que iria crer nessa palavra: "O conselho do Senhor dura para sempre, os desígnios do seu coração por todas as gerações" (33:11). O Criador do universo deseja compartilhar da intimidade de Seus pensamentos conosco!

As escrituras deixam claro: o nosso Deus falou ao Seu povo no passado, está falando ao Seu povo agora, e continuará falando a nós até os fins dos tempos. Indo direto ao ponto, Deus quer lhe falar sobre o seu problema hoje. Ele pode fazer isso através da Sua palavra, através de um amigo piedoso, ou através da voz silenciosa e suave do Espírito, lhe cochichando: "Esse é o caminho, vá por ele".

Não entanto, não importa qual o meio que Ele use, você reconhecerá a Sua voz. As ovelhas conhecem a voz do seu Pastor. E Ele é fiel porque "guarda a alma dos seus santos, livra-os da mão dos ímpios" (Salmo 97:10).

Nenhum comentário: